terça-feira, fevereiro 20, 2024
EducaçãoRio Grande do Norte

IFRN conquista medalha na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica


O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) conquistou medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) de 2023. A disputa, realizada conjuntamente com a 42ª edição da Jornada de Foguetes, aconteceu de 28 a 31 de agosto, na cidade de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.

A equipe, formada por estudantes do Campus Lajes, é composta por Geovanna Gabrielle de Abreu Silva, Karolayne Fernandes de Souza e Katyane Fernandes de Souza, discentes do Curso Técnico Subsequente em Informática. O professor Robercy Alves foi responsável por acompanhar as estudantes e orientá-las na competição.

A parceria entre as estudantes e o professor, entretanto, não foi firmada apenas para a disputa. O docente e as alunas integram um projeto de pesquisa relacionado ao desenvolvimento de foguetes a partir da utilização de garrafas PET. Além disso, também há envolvimento no Meninas no Espaço, projeto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) direcionado à integração de meninas e mulheres na astronáutica e na astrofísica.

Katyane conta que participar da OBA foi uma experiência “incrível”. “Ter a oportunidade de construir e lançar foguetes de outros níveis foi de extrema importância para conhecer um pouco mais desta competição. Ver novos conteúdos sobre astronomia, conhecer novas pessoas e descobrir como participar de outras olimpíadas ajudou a querer participar nos próximos anos de níveis mais avançados e com objetivos diferentes”, revelou.

Envolvimento acadêmico

“A motivação maior foi delas”, afirma Robercy, reforçando o interesse e o envolvimento das estudantes. “[A ideia] surgiu delas. Elas nos procuraram e a gente foi estabelecendo metas, estabelecendo objetivos, estabelecendo desafios; e fomos construindo essa caminhada até a Olimpíada”, contou.

Além de esperar que a conquista traga mais recursos e oportunidades para que outros estudantes participem de disputas como a OBA, Katyane espera que o próprio IFRN possa criar suas próprias olimpíadas. A estudante estimula, ainda, a participação de alunas e alunos em competições: “é algo que irá mudar suas vidas. Você é o seu único limite”.

Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

A OBA é um evento nacional, realizado nas escolas brasileiras desde 1998, e conta com a participação de instituições públicas e privadas, de ensino fundamental e médio. A atividade tem o objetivo de reconhecer o envolvimento de estudantes brasileiros nas áreas de Astronomia e Astronáutica, concedendo premiações aos melhores resultados.

IFRN

Spread the love