MINISTÉRIO PÚBLICO DEVE INVESTIGAR POSSÍVEL ABUSO DE PODER POLÍTICO E ECONÔMICO EM ELEIÇÕES DE TANGARÁ/RN



Um grupo de advogados do município de Tangará/RN solicitou ao Ministério Público a investigação de possíveis indícios de irregularidades em licitações e pagamentos executados em período eleitoral. Para os defensores há indícios de que empresas contratadas pela prefeitura municipal estejam sendo utilizadas para desequilibrar o pleito em favor do prefeito Jorge Eduardo, candidato à reeleição.

A notícia de fato levada ao conhecimento do MP solicita que o promotor apure os indícios de irregularidades e, com base na lei de acesso à informação, solicita notas fiscais e acesso aos processos de contratação e pagamentos das empresas suspeitas.

Para Doutor Eduardo Lemos, “mesmo com os poucos dados fornecidos no Portal da Transparência, nota-se claramente no que diz respeito às empresas citadas, indícios de improbidade administrativa cometido pelo Gestor Municipal e alguns empresários ligados a ele”. O advogado Dr. Yankel Rodrigo acrescenta: “constatamos a existência de diversos contratos assinados há poucos dias, principalmente na área da construção civil, sendo que não há nenhuma obra em execução no município nesse momento, por isso achamos importante apresentar diversos indícios de irregularidade que merecem ser investigados a fundo pelo Ministério Público”.

O documento foi protocolado na manhã desta segunda feira (26) na sede do MP de Tangará, uma outra cópia foi encaminhada ao protocolo da prefeitura municipal solicitando acesso aos contratos e as notas de pagamento executadas. A denúncia é assinada pelos advogados Yankel Rodrigo, Eduardo Lemos, Wilker Confessor e a advogada Eliane Pontes.

Compartilhar