Moro diz que ‘nunca’ utilizou permanência de diretor da PF como ‘moeda’ para indicação ao STF

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro afirmou nesta sexta-feira (24) em uma rede social que “nunca” utilizou a permanência de Maurício Valeixo na Direção-Geral da Polícia Federal como “moeda troca” para ser indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF). Mais cedo, nesta sexta, o presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento no Palácio do Planalto disse que Moro afirmou a ele concordar demissão de Valeixo, mas em novembro, depois de ser indicado para o STF.

“A permanência do Diretor Geral da PF, Maurício Valeixo, nunca foi utilizada como moeda de troca para minha nomeação para o STF. Aliás, se fosse esse o meu objetivo, teria concordado ontem com a substituição do Diretor Geral da PF”, publicou Moro na internet.

Sergio Moro anunciou demissão do cargo nesta sexta-feira porque, segundo o ex-ministro, Bolsonaro tentou interferir politicamente na PF ao decidir demitir Mauricio Valeixo. Moro não aceitou.

Do G1

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial