Polícia Militar intensifica fiscalização para coibir aglomerações durante o feriadão no RN

Foto: Cedida

G1 RN – A Polícia Militar do Rio Grande do Norte iniciou na sexta-feira (4) a chamada “Operação Independência”, com o intuito de coibir aglomerações nas principais praias, lagoas e barragens do estado durante o feriadão. No total, 1.500 agentes de segurança estão envolvidos na ação que tem o objetivo de evitar a propagação da Covid-19.

Na noite de sexta-feira, na praia de Ponta Negra, em Natal, a Polícia Militar fez abordagens e advertiu pessoas sem máscaras no calçadão. Na Avenida Engenheiro Roberto Freire, a Operação Lei Seca também montou barreira para fiscalizar os motoristas que insistem em misturar álcool e direção.

A PM também ocupou as principais ruas da Praia de Pipa, no litoral Sul do Rio Grande do Norte, que requer uma atenção redobrada devido à alta procura de visitantes. A prefeitura de Tibau do Sul publicou decreto em que estabelece que bares e restaurantes têm que fechar até meia-noite, e proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos espaços públicos.

“Estamos com efetivo na praia de Pipa, onde foram mostradas dias atrás algumas aglomerações. Foi publicado um decreto com as restrições. Estaremos orientando e entregando máscaras às pessoas que estão ainda querendo desobedecer e não querendo fazer a prevenção, que é o uso da máscara”, falou o coronel Alarico Azevedo, comandante geral da Polícia Militar no RN.

Decreto tem medidas restritivas para feriadão de 7 de setembro na Praia de Pipa
Neste sábado (5), a cavalaria da PM também fez rondas pelas areias da praia de Ponta Negra, que tem barracas lotadas em dia de sol em Natal. Não foram registradas aglomerações pela manhã.

Compartilhar