Instituto Santos Dumont vence prêmio nacional lançado pelo Ministério da Saúde

Foto: Walterson Rosa/MS

O Instituto Santos Dumont (ISD) é uma das cinco instituições de todo o Brasil campeã do 1º Prêmio Viver Sem Limites promovido pelo Ministério da Saúde. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, 8 de dezembro, em cerimônia na sede do Ministério da Saúde, em Brasília. O ISD concorreu com outras 93 entidades na premiação alusiva aos 10 Anos do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência Viver Sem Limite, que promove a inclusão social de pessoas com deficiência, o fortalecimento da saúde coletiva de forma irrestrita e a adoção de políticas públicas para desenvolvimento e universalização do Sistema Único de Saúde (SUS).

As ações desenvolvidas pelo ISD através do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi (Anita) e do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS), em Macaíba (RN), foram detalhadas em um vídeo institucional com 10 minutos de duração. Assista aos vídeos finalistas clicando aqui. Das cinco instituições premiadas, três estão localizadas em cidades mineiras e duas no Nordeste, sendo o ISD em Macaíba (RN), e uma em Recife (PE).

“Esta ação de reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo ISD se reveste de um significado muito especial, na medida em que é capaz de nos fazer ainda mais próximos da sociedade. A dimensão nacional que essa iniciativa assume fortalece toda uma rede de cuidado que deve ser melhor conhecida, entendida e valorizada por cada cidadão e cidadã do nosso país. Há muito amor, dedicação e esperança no trabalho que decidimos assumir como missão e estamos muito felizes com esse resultado”, declarou o diretor-geral do ISD, Reginaldo Freitas Jr.. O troféu foi entregue ao diretor-geral, Reginaldo Freitas Jr. e ao assessor de comunicação do Instituto, Ricardo Araújo, pelo secretário de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde, Sérgio Okane.

O ISD está inserido na Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência na qualidade de Centro Especializado em Reabilitação (CNES Nº 6058256), habilitado pelo Ministério da Saúde nas modalidades Física, Intelectual e Auditiva – CER III, por meio da Portaria/GM/MS Nº 1.430, de 17 de outubro de 2016, para a Sétima Região de Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Região Metropolitana), abrangendo os municípios de Macaíba, Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Extremoz. A Portaria/GM/MS Nº 1.842, de 06 de agosto de 2021, oficializou a mudança de categoria do Centro Especializado em Reabilitação, de CER III para CER IV, incluindo habilitação para atendimento às pessoas com deficiência visual.

A cerimônia de entrega dos troféus e certificados ocorreu no Auditório Emílio Ribas, na sede do Ministério da Saúde, em Brasília (DF). No evento, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a importância do reconhecimento às boas práticas e inovações no Sistema Único de Saúde promovidas pelas instituições campeãs. “Hoje, comemoramos uma década desta política pública que tem promovido a inclusão e tantos benefícios para os brasileiros. É sempre importante ressaltar que somente será possível contemplar os direitos cidadãos por meio do fortalecimento do SUS, que é universal e atende a todos”, disse Queiroga.

Além de Marcelo Queiroga e Sérgio Okane, estiveram presentes à cerimônia Cláudio Panoeiro, secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Socorro Gross, representante da OPAS/OMS no Brasil; Charlles Evangelista, deputado federal, e Hishami Mohamad, diretor financeiro do Conasems. Todos ressaltaram a importância das ações desenvolvidas pelas instituições vencedoras como modelos a serem seguidos em todo o país.

Seleção

As equipes vencedoras foram selecionadas por meio de um edital de boas práticas lançado em setembro pelo Departamento de Atenção Especializada e Temática (Daet) da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Na cerimônia, a diretora do Daet, Maíra Botelho, apresentou o Edital de Boas Práticas e mostrou as ações desenvolvidas pelo SUS na Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. “Essa homenagem é uma ótima oportunidade de materializar, por meio da prática assistencial, uma política de saúde desenvolvida no território nacional que traduzida em oferta de cuidado para a população”, disse.

A primeira edição do prêmio reconheceu experiências que mostraram resultados positivos, com melhorias do acesso à população e organização do cuidado à saúde da pessoa com deficiência.

Premiados

Leia abaixo a lista das cinco iniciativas premiadas:

Transformando vidas – Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi, em Macaíba, Rio Grande do Norte;

Intervenção precoce nas pessoas com deficiência em Contagem – CER IV Contagem – APAEBH, em Contagem, Minas Gerais;

A Rede da Saúde Auditiva na Zona da Mata de Minas Gerais – Hospital Evandro Ribeiro, em Juiz de Fora, Minas Gerais;

Reabilitação Pós-Covid- Secretaria de Estado de Saúde, em Minas Gerais;

Atenção Multiprofissional Qualificada e Humanizada à Pessoa com Deficiência – CER IV – Fundação Altino Ventura, em Recife, Pernambuco.

Instituto Santos Dumont (ISD) – Assessoria de Comunicação

Spread the love